sábado, 7 de novembro de 2009

O Diácono e seus fundamentos


Diáconos são homens especialmente qualificados e escolhidos para servir a igreja sob a supervisão do pastor e presbíteros.
O diácono é o oficial eleito pela igreja e ordenado pelo conselho da igreja, para; dedicar-se especialmente à:
· Arrecadação de ofertas para fins piedosos;
· Cuida dos pobres, doentes e inválidos e viúvas;
· Manutenção da ordem e reverencia nos lugares reservados ao serviço divino;
· Exercer a fiscalização para que haja boa ordem na Casa de Deus e suas dependências. (I Tm. 3:8-12).
· Alguns diáconos também podem Pregar a Palavra de Deus, claro! Se tiverem chamada para tal fim (I Co. 12:4-11).

Introdução
A palavra "diácono" vem de uma palavra grega (diakonos) que é encontrada umas 30 vezes no NT. Palavras semelhantes são diakonia (ministério ou diaconato) e diakoneo (servir ou ministrar). "Diácono" quer dizer "atendente" ou "servente".


Palavra "Diácono" é empregada num sentido específico:
Na primeira carta de Paulo a Timóteo 3:8, onde Paulo começa a especifica algumas das qualificações dos servos especiais, vocacionados e escolhidos pela igreja. É claro que ele não está falando sobre servos no sentido geral (todos os cristãos), porque as qualificações definem um grupo limitado de homens.
§ Veja as qualificações desses servos segundo a Bíblia Sagrada:
"Semelhantemente, quanto a diáconos, é necessário que sejam respeitáveis, de uma só palavra, não inclinados a muito vinho, não cobiçosos de sórdida ganância, conservando o mistério da fé com a consciência limpa. Também sejam estes primeiramente experimentados; e, se se mostrarem irrepreensíveis, exerça o diaconato. Da mesma sorte, quanto a mulheres, é necessário que sejam elas respeitáveis, não maldizentes, temperantes e fiéis em tudo. O diácono seja marido de uma só mulher e governe bem seus filhos e a própria casa. Pois os que desempenharem bem o diaconato alcança para si mesma justa preeminência e muita intrepidez na fé em Cristo Jesus" (1 Tm. 3:8-13).
A Palavra de Deus traduz o termo “diácono” como serviço, ministério, assistência. Portanto, o diácono é aquele que, seguindo o exemplo de Jesus Cristo, que veio especial para servir (Mt 20:28), tem o dom se servir às pessoas para a Glória de Deus.

REQUISITOS BÁSICOS PARA O OFICIO DE DIÁCONO
1. SER VOCACIONADO: O que faz válido um oficio de diácono é a vocação, de modo que ninguém pode executá-lo correta e ordenadamente sem haver sido chamado antes por Deus. A eleição do diácono é uma evidência de que Deus vocacionou aquele irmão para este oficio. De convicção desta vocação.
2. SER DISCÍPULO DE JESUS CRISTO: Os diáconos eleitos pela igreja são escolhidos entre os discípulos de Jesus Cristo membro de Seu corpo (At. 6:1, 3).
3. TER BOA REPUTAÇÃO: O diácono precisa e teve ter o reconhecimento perante a igreja e a sociedade onde vive te uma vida digna e transformada por Deus (Atos 6:3).
4. SER CHEIO DO ESPÍRITO SANTO DE DEUS: Como todo bom cristão, o diácono precisa e necessita ser cheio do Espírito Santo, para desempenha as suas atividades dignamente, demonstrando sempre alegria (mesmo na tristeza), paz, amor longanimidade e mansidão ECT... (At. 6:3).
5. SER UM CRISTÃO RESPEITÁVEL: O diácono deve ter um procedimento sério, digno de todo respeito e admiração por parte de todos na igreja e na comunidade ou rua onde mora. Se um homem sempre pronto para toda a boa obra (Rm 13:7).
6. SER CHEIO DE SABEDORIA: Sabedoria concedida pelo Espírito Santo para saberem como resolver os problemas que existem e os que vão surgir (Mt 10:19-20).
7. TER UMA SÓ PALAVRA: Não deve ser um difamador ou mexeriqueiro, não deve ser alguém que pense uma coisa e diga outra totalmente diferente, não deve ser uma pessoa que diz uma coisa para pessoa e algo diferente para outra ( Mt 5:33-37).
8. DEVE CONSERVA O MINISTÉRIO DA FÉ COM A CONSCIÊNCIA LIMPA: O diácono deve conservar-se firme na revelação graciosa de Deus, com a consciência pura, sem contaminações com filosofias humanas, se um obreiro espiritual segundo o coração de Deus (II Tm 3:9).
9. NÃO COBIÇOSOS DE SÓRDIDA GANÂNCIA: O diácono não pode ser alguém que lucra desonestamente. O lucro em si não é pecaminoso, contudo ele pode ser torna vergonhoso se sua obtenção passa a ser o nosso objetivo primário, em detrimento da glória de Deus (Mt 6:19, 33).
10. SEJAM PRIMEIRAMENTE EXPERIMENTADOS: A conduta do diácono deve ser tão boa que ninguém tenha do que o acusar. Este reconhecimento deve ser por parte da igreja e também da sociedade.
Também sejam estes primeiramente experimentados; e, se (eles) se mostrarem irrepreensíveis, que exerçam o diaconato (I Tm 3:10).

RECOMPENSAS PARA UM DIÁCONO FIEL

A honra concedida por Deus: "Se alguém me serve, siga-me, e, onde Eu estou ali estará também o meu servo. E, se alguém me serviu, o Pai o honrará" (João 12:26).
O reconhecimento da igreja de Cristo e maior firmeza na fé: Pois os que desempenham bem o diaconato alcançam para si mesma justa preeminência e muita intrepidez na fé em Cristo Jesus (I Timoteo 3:13).
Lembrança graciosa de Deus: Porque Deus não é injusto para ficar esquecido do vosso trabalho e do amor que evidenciastes para com o seu nome, pois servistes e ainda servis aos santos (Hebreus 6:10).
Com tudo, que os diáconos não se esqueçam que são “servos”, segundo o significado do título e não patrões. São para receberem instrução da igreja mais do que ditarem as regras à igreja. É para ajudarem os presbíteros e o seu pastor mais do que dizer-lhe o que deva fazer. Lembrem-se sempre que o ofício é subordinado aos presbíteros e seu pastor.


O QUE A IGREJA ESPERA DOS DIÁCONOS
· Ser assíduo e pontual no cumprimento de seus deveres prioriza o Reino de Deus (Mt. 6:33), esta nos cultos da igreja, sempre na hora certa.
· Ser constante ofertante, e sempre devolver o dízimo, demonstrando assim exemplo para os demais irmãos da fé, pois o maior exemplo tem que partir dos obreiros da igreja (Tt. 1:7).
· Ser irrepreensível na moral, e na fé, prudente no agir, discreto no falar e exemplo de santidade de vida (I Pe.1:16).
· Ser um bom liderado, pois, um bom liderado será sempre um bom líder como Jesus, nosso Supremo exemplo de vida (Jo. 13:15).
· Ser carismático, amoroso e compreensível com todos os irmãos da fé.
· Ser atencioso e sempre esta disponível para ajuda o próximo (IJo. 3:18).
· Ser um diácono sigiloso com os problemas relacionados com os membros da igreja: Ex: quanto alguém pecar, evitar comentários para não difama a imagem da igreja e nem a dos irmãos (Rm. 15:1-3).
· Ser um grande conhecedor da Bíblia a Palavra de Deus (I Tm. 4:13).

QUANTO AS PROGRAMAÇÕES DA IGREJA

Quando se falar sobre programações entende-se: cultos aos domingos, escola bíblica dominical, culto de libertação, culto de ensino da palavra e campanhas de oração na igreja, quaisquer atividades realizadas na igreja é uma obrigação santa do diácono esta sempre presente.
O obreiro tem por obrigação e amor a obra de Deus e vocação, esta participando de todas as programações da sua igreja.
E nunca faltar aos cultos da sua igreja, principalmente os cultos de domingo (salvo se for Pregar a Palavra de Deus em outra igreja), mas, ainda assim o seu pastor teve se comunicado, para sim o pastor falar aos irmãos a ausência do diácono.

QUANTO AO CUIDADO DO DIÁCONO
· Zelar pela boa aparência da sua igreja.
· Procurar manter tudo organizado e em bom estado de uso para os cultos.
· Ele deve saber de tudo o que a igreja possui, e as necessidades da sua igreja.
· Impedir que alguém contribua para a desordem.
FUNÇÕES:
O diácono deve ser sempre o primeiro a chegar e o último a sair.
As atividades é função dos diáconos e obreiros de Deus:
· Abrir a igreja e organizá-la.
· Esta sempre alegre e cheia do Espírito Santo para recepcionar os irmãos.
· Orar ao Senhor, pedindo-lhe orientação e benções para o trabalho que será realizado.
· Ficar à porta recepcionando os irmãos e visitantes que forem chegando, e sempre vigiando os carros no estacionamento da igreja.
· Perdi e fazer sinal de silêncio às pessoas que chegarem conversando.
· Permanecer à porta, posicionado de forma a ter uma boa visão da rua e do templo.
· Recepcionar irmãos e visitantes que porventura chegarem atrasados.
· Mostra exemplo de ordem, reverência na igreja.
· Exorta os irmãos e visitantes quanto às conversas paralelas ou desordens, sempre com humildade e carinho e sempre na direção de Deus.
· Acompanhar atento todos os atos do culto.
· Recolher dízimos e ofertas e entrega para o departamento de tesouraria.
· Trata bem os visitantes para que eles se sintam bastante à vontade.
APÓS AS ATIVIDADES:
· Recolhe hinários, pastas e papéis que ficarem sobre as cadeiras, deixando-os já prontos organizados para os próximos cultos ou trabalhos na igreja.
· Apagar as luzes dentro e fora da igreja.
· Fechar a igreja corretamente depois que todos saírem.

CONCLUSÃO

O diácono e um dos obreiros mais requisitados na obra de Deus, ou seja, se você for consagrado a pastor, mais sempre será um diácono, um evangelista sempre será um diácono, e assim sucessivamente. O diácono tem que ter em mente que a obra de Deus em sua vida e uma oportunidade única para glorifica o nome de seu Senhor Jesus Cristo.
Que nos obreiros do Senhor, venhamos ter em nossas mentes e corações um amor à obra de Deus, seguindo assim o supremo exemplo de Jesus Cristo, que foi o maior obreiro que já existiu.


“Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como para o Senhor e não para o homem”.
(Colossenses 3:23).

“E eis que venho sem demora, e comigo está o garladão que tenho para retribui a cada um segundo as suas obras”.
(Apocalipse 22:12).


"Pois os que desempenharem bem o diáconato alcançam para si mesmos justa preeminência e muita intrepidez na fé em Cristo Jesus" (I Tm 3:13).


Por: Seminarista: Silvio Ribeiro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário