segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

A ESPERANÇA DO CRISTÃO

V  Texto Básico: Lc 1.8-25

INTRODUÇÃO:
Quem nunca ouviu a grande frase: “Quem tem promessa de Deus não morre”, pois é na Bíblia sagrada temos muitas promessas de Deus para nossas vidas. Saber que Deus tem um propósito conosco, muitos de nós sabemos, então, como devemos tomar posse das promessas de Deus? Por que esperar as promessas? Existe uma promessa para mim?

NARRAÇÃO:
Havia muitos sacerdotes, em Jerusalém e somente um templo. E os sacerdotes serviam divididos em turnos, que eram vinte quarto divisões, o turno de Zacarias era o oitavo turno (1 Cr 24:10). Cada divisão estava de plantão ao longe de duas vezes ao ano.
Zacarias era casado com Izabel e sua esposa era filha de sacerdote (Lv 21:14) Eram ambos da tribo de Levi e Isabel era descendente direta de Arão.
 Ter uma esposa da família sacerdotal era uma honra para qualquer sacerdote. A vida de Zacarias e Isabel era uma vida familiar exemplar (Lc 1:6). Como em sua época havia muitos sacerdotes, era costume jogarem a sorte para ver quem iria ministrar no templo, e caiu justamente em Zacarias (Lc 1:8-10).
Isabel era estéril e como a sociedade em sua época era totalmente discriminada.

Este casal não tinha nenhum filho porque Isabel era uma mulher estéril. Era vergonhoso para uma mulher judia não ter nenhum filho, mas Deus havia mantido Isabel dessa forma intencionalmente para um propósito muito especial.

Oito dias depois do nascimento de João seu filho, quando era hora de dar-lhe um nome, todos ficaram surpresos quando Isabel disse que seu nome seria João, porque nenhum de seus ancestrais foi chamado de João. Zacarias disse seu nome é João?. Então sua língua soltou-se e ele falou, profetizou e regozijou-se no Senhor.




V  SENTENÇA DE TRANSIÇÃO: As promessas de Deus chegam

1.     As promessas chegam apesar: Das circunstancias
“E não tinham filhos, porque Isabel era estéril, sendo eles avançados em dias” (Lc 1: 07).

a)     As promessas anulam as circunstancias contrarias.
b)    As promessas de Deus trazem com sigo a certeza da Salvação.

2.     As promessas chegam apesar: Da velhice
“Então, perguntou Zacarias ao anjo: como saberei isto? Pois eu sou velho, e minha mulher, avançada em dias” (Lc 1:18)

c)     Quantos de nós perdemos a “esperança” e alegria da salvação!
d)    Não importa a idade; a vontade de Deus se cumprirá!

3.     As promessas de chegam apesar: Da Incredulidade
“Todavia, ficarás mudo e não poderás falar até ao dia em que estas coisas venham a realizar-se; porquanto não acreditas nas minhas palavras, as quais há seu tempo, se cumprirão” (Lc 1:20)

a)     Quantos de nos perdemos a esperança nas promessas de Deus?
b)    As promessas de Deus “anulam” incredulidade.

4.     As promessas de Deus anulam a vergonha
“Assim me fez o Senhor; contemplando-me, para anular o meu opróbrio perante os homens” (Lc 1:25)

a) Quando as promessas de Deus se cumprem em nossas vidas trás juntamente a honra de Deus pra nós!
b) Deus é o único a transforma nossas vidas!


Por: Reverendo: Silvio Ribeiro
 (sermão pregado na 1ªICP/Ocidental-GO - 20/10/13)


Nenhum comentário:

Postar um comentário